Workshop Horta Mandala

HORTA MANDALA

Actividade facilitada por Henrique Bastos, técnico em agricultura com mais de 35 anos de experiência em agricultura biológica e biodinamica, permacultura, construção de jardins e hortas comunitárias, pedagógicas e sociais.

O programa prevê a instalação integral da horta, desde a mobilização do solo, a construção das camas elevadas, elaboração e uso de preparados biodinâmicos, plantação e o consorcio de culturas de acordo com as suas compatibilidades energéticas. Vamos também rever a importância da água e o sistema de rega e por fim, discutir o planeamento e a manutenção da horta ao longo do ano e a fabricação de composto em quantidade.

Dias 11, 12 e 13 de Abril, na Quinta do Alecrim. O valor sugerido é de 40 Euros pelos 3 dias e destinam-se a pagar as despesas do formador. Os almoços serão partilhados pelo que pedimos que tragam um contributo.

Para quem quiser/necessitar permanecer: Temos espaço para tendas.

Um dia bem passado na 1ª Oficina de cozinha vegetariana na Quinta do Alecrim

Do pequeno almoço ao lanche da tarde sempre à volta da mesa, boas conversas, risos e boa comida :) Obrigado à todos os participantes por partilhar este dia e ao Duarte por partilhar o conhecimento.
rawfood 11Logo pela manhã, toca preparar o leite de aveia para acompanhar frutos secos, os germinados, as frutas…

 

rawfood 10

Os versáteis germinados que podem ser comidos puros, acompanhados de saladas, ou ainda virar patés. Feijão Mungo.

 

rawfood 9

A turma divertiu-se ao experimentar novos aromas e sabores!
rawfood 8

Mesa pronta para preparar o banquete de almoço e muitas mãos para ajudar.

 

rawfood 07

mãos à obra!

 

rawfood 6

Nosso Chef :) Duarte Gonçalves na alquimia

rawfood 5

Abacate!

 

rawfood 4 Urtiga! Sim, este foi o ingrediente de um prato especial que ainda levou cevada e vagem de ervilha com especiarias. yummy!

 

rawfood 3 Duarte abençoando as travessas para o lanche da tarde!

rawfood 1E voilá! Os bolinhos crus do lanche da tarde. Uma base com aveia, banana, passas e toques de alfarroba, coco e amêndoas. Foram a companhia da agradável conversa que se prolongou à volta da mesa depois do final da actividade. Vamos repetir?

Oficina de Cozinha Vegetariana, dia 22 de Junho de 2013

Oficina Veggie LrR

Venha participar connosco nesta oficina de cozinha vegetariana facilitada por Duarte Gonçalves, cozinheiro no Projecto Vida Desperta, onde também é Jardineiro em Permacultura.

Esta oficina é dirigida a toda e qualquer pessoa interessada em iniciar-se na cozinha vegetariana, seja para diversificar a dieta alimentar, experimentar novos sabores, ou ainda adotar novos hábitos.

Neste dia iremos preparar o nosso pequeno almoço, almoço e lanche e ainda conversar sobre os benefícios da dieta alimentar vegetariana a partir da experiência do nosso chefe convidado e dos desejos e experiências de cada um.

A Quinta do Alecrim é desde já um lugar de partilha de saberes, um projeto que neste mês de Junho completa um ano de existência a reaprender todos os dias as dinâmicas deste lugar.

Esta será também uma boa oportunidade para conhecer um projeto em fase inicial, suas dificuldades e felicidades e caminhos a seguir. Depois da oficina, estarão todos convidados a dar um passeio pela quinta que situa-se na Freguesia de Alcorochel, Torres Novas.

As inscrições serão efetuadas pelo e-mail da quinta e mediante o pagamento de 30 Euros.

Contactos: aquintadoalecrim@gmail.com – Denis Hickel: 913776136, ou Duarte Gonçalves 962408667

Jardins Comestíveis na Escola João de Deus

Hoje foi pura diversão, mãos na terra, palha, sementes, plantas e uma experiência para não esquecer: Crianças felizes! As fotos contam mais sobre esta atividade que levamos para a escola  do nosso pequeno Martim (João de Deus em Torres Novas). O canteiro foi pequeno para tantas mãos curiosas e prontas a ajudar. Vamos repetir para o ano? Quem sabe com mais canteiros e mais crianças e mais terra e mais plantas :)

Image

Image

Image

Image

 

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Abelhas da Quinta

abelheiroFui pego em acção pela Juli na semana passada! Estava ali super concentrado e preocupado em salvar este enxame que estava com muita Varroa. Confesso que não gosto nada desta luta, pois é uma faca de dois gumes: A única forma de controle nesta altura é a abertura frequente da colmeias, exclusão de cria de Zangão e (ácido fórmico) se não houver mel…por outro lado a abertura frequente altera o ambiente interior da colmeia e causa stress geral. Lí um livro outro dia em que autor defendia que abrir a colmeia seria como proceder à uma cirurgia no coração. Neste caso é uma cirurgia vascular à cada 15/20 dias. Tenho lido coisas sobre “natural beekeeping” e ando louco para ensaiar e ver se consigo reduzir este stress!

Sementeira de Inverno

estufa2

Estufa caseira

Este ano adiantamos as nossas sementeiras com uma solução caseira: Uma pequena estufa feita de uma palete velha, uma lona plástica que estava prestes a ir para o Ecoponto, uns saquinhos de terra e voilá! Alhos franceses, cebolos, pepinos, beterrabas, tomates, beringelas! Assim que esquentar um pouquinho mais aqui vamos nós para a terra. E da poda das framboesas fizemos estacas, que a julgar pelos belos botões deram certo! :)

Enxames

A partir do mês de Março e com o aumento das florações as abelhas já começam a enxamear!  Onde há a proximidade do meio rural com as cidades, ou aldeias podem vir ter às nossas casas, ou outros locais quaisquer que possam gerar incidentes. Nestes casos nunca tente fazer qualquer coisa contra o enxame nem aproximar-se. Afaste-se e peça ajuda imediatamente. Quanto mais cedo melhor. Nós poderemos remover enxames nas proximidades da Quinta do Alecrim e Torres Novas. No entanto sempre procederemos a uma avaliação da situação, pois onde houver riscos de acidentes sempre é necessário accionar com os bombeiros. Swarm Fone: 913776136 enxame 2

Novo Apiário

Este ano adquirimos mais material, mais alguns enxames e mudamos o apiário de lugar. É um ano de aprendizado, pois agora temos colmeias Lusitanas, Reversíveis, Langstroth e ainda uma Warré que ainda está a espera de inquilinas. O novo apiario está protegido do vento frio de Norte e as colmeias estão posicionadas a sul. As abelhas têm a sua disposição diversas floradas e meladas de mato que variam desde o rosmaninho, o tojo, orégãos, amendoeiras, silvas, folhado, sanguinho das sebes e outros arbustos, flores silvestres, ameixoeiras, nespereiras e outras árvores frutíferas, até as meladas de carvalhos e azinheiras.

Apiario Alecrim 1

As colmeias Lusitanas que possuímos ainda estão no antigo apiário que dista apenas alguns metros deste e ainda não sabemos como iremos fazer a mudança de local. As colmeias Reversíveis já chegaram com enxames muito fortes e estão a trabalhar em força com muita entrada de pólen e néctar. Ainda não sabemos qual será a tipo de colmeia que melhor adapta-se às condições aqui  do nosso micro-clima, nem à qual nos adaptaremos de acordo com nossas ambições em desenvolver o manejo em “apicultura natural” aqui na Quinta.

Apiario AlecrimAs colmeias Langstroth não são colmeias de eleição aqui da Quinta do Alecrim, mas como vieram junto num pacote de material em segunda mão, decidimos dar uso ao conjunto. Estas são colmeias muito grandes e pesadas, quase não consigo levantá-las sozinho. Por outro lado o ninho é brutal, o que deverá permitir um desdobramento em breve. Apiario Alecrim 2

A poda das oliveiras

Ainda é tempo de podar as oliveiras. Quando chegamos na Quinta do Alecrim, as oliveiras estavam em diferentes estágios de abandono. O primeiro passo foi limpar toda a arrebentação de base. Aos poucos, quer pela conversa com os mais velhos, ou ainda pela observação e pela prática fomos aprendendo algumas formas de conduzir as árvores de forma a ter uma produção de frutos de forma contínua no futuro. É um trabalho longo que poderá levar 2, ou 3 anos até recuperar um conjunto de cerca de 60 oliveiras.

Oliveiras do Alecrim